sábado, 14 de fevereiro de 2009

Dia dos namorados. Dia de São Valentim

Durante o governo do imperador Caldeus II, foi proibido a realização de casamentos no reino.

O objectivo era formar um grande e poderoso exército.
Caldeus acreditava que se os jovens não tivessem família, se alistariam com maior facilidade.

No entanto, um bispo romano continuou a celebrar casamentos mesmo com a proibição do imperador.Chamava-se Valentim e as cerimónias eram realizadas em segredo.
A prática foi descoberta e Valentim foi preso e condenado à morte.
Enquanto estava preso, muitos jovens jogavam flores e bilhetes dizendo que os jovens ainda acreditavam no amor.
Entre as pessoas que jogaram mensagens ao bispo estava uma jovem cega, filha do carcereiro, que conseguiu a permissão do pai para visitar Valentim.
Os dois acabaram-se apaixonando e ela milagrosamente recuperou a visão.
O bispo chegou a escrever uma carta de amor para a jovem com a seguinte assinatura:
- “de seu Valentim”, expressão ainda hoje utilizada.
Valentim foi decapitado em 14 de Fevereiro de 270 d.C.

Há também quem defenda que o costume de enviar mensagens amorosas neste dia não tem qualquer ligação com o santo, da Idade Média, mas, sim que o dia 14 de Fevereiro assinalava
o princípio da época de acasalamento das aves.
O dia é hoje muito associado com a troca mútua de recados de amor em forma de objectos simbólicos.
Símbolos modernos incluem a silhueta de um coração e a figura de um Cupido com asas.
Iniciada no século XIX, a prática de recados manuscritos deu lugar à troca de cartões de felicitação.
Estima-se que, mundo afora, aproximadamente um milhão de cartões com mensagens românticas são mandados,tornando este dia um dos mais lucrativos do ano.

Particularmente, ainda sou do tipo que acredita em Romantismo.
Considero-me uma mulher romântica, apesar de alguns amigos confundirem minha forma de ver a vida com ingenuidade, de forma lúdica, de maneira infantil.
Para mim amar alguém significa demonstrar esse amor, geralmente, significa dedicar tempo para o outro através de atitudes surpreendentes, presentes inovadores, momentos inesquecíveis.
Ao usar simples gestos e comportamentos posso deixar claro os meus sentimentos.
Muitos relacionamentos falham quando deixam a rotina dominar seu dia-a-dia, pois a rotina pode deixar sem graça até o relacionamento mais sadio.
Por isso de tempos em tempos é muito importante mostrar através de algumas atitudes o quanto a paixão existe e o outro significa.
Ter vergonha de dizer ou expressar o que se sente por alguém não vale a pena, pois o tempo passa, as oportunidades voam e os arrependimentos ficam.
Meu conselho (se é que sou alguém capaz de aconselhar) é:
- Se AMA, diga,
- Se QUER, procure,
- Se pretende MANTER, aja,
- Se está APAIXONADO, comemore!

Viva, pule e grite de alegria.
E, aproveite muito.

E... , já me ia esquecendo :
- Feliz dia dos namorados !!!

3 comentários:

MarTIC@ disse...

Dia dos enamorados, dos apaixonados, dos amados... deveria ser todos os dias! Já não se celebra o Amor como antigamente!
Eu, uma romântica incondicional, fico triste por ver a falta de criatividade afectiva nas relações amorosas.
Quem disse que o Dia de São Valentim é o único dedicado ao Amor? O Sr. Comércio, está claro!
Flores, chocolates, perfumes, jantar à luz de velas, beijos e carinhos mil... SÓ no dia 14 de Fevereiro???!! E os outros 300 e muitos dias são dedicados a quê ou a quem? À rotina, às discussões, ao stress, ao trabalho...

São Valentim conhecia o significado e acreditava no Amor. Hoje em dia, vende-se, em doses industriais, o conceito de amor...
Muitos compram e sentem-se felizes. Aparentemente.

A julgar pelas notícias, a crise económica que afecta Portugal não abalou a celebração deste dia...
Pessoalmente falando, a crise que vai continuar a afundar o país é a CRISE DE VALORES!
Já não se celebra o Amor como antigamente...

xxx
X@u

Shakanuno disse...

É genético isto. Coisas de família. Somos todos assim. ihihihih

Shakanuno disse...

Perdão... quase todos...

Funchal

Funchal