quinta-feira, 14 de maio de 2009

Carpe diem

Viver,
Ontem, hoje e amanhã!
Cada dia que passa, a morte aproximasse
É este o nosso mundo,
Não o podemos alterar.
Eu vou mantendo os meus valores.
Tento simplesmente, ser melhor pessoa.

A minha mãe dizia-me deixa de correr atrás das borboletas, nunca vás conseguir apanhá-las. Cultiva e cuida o jardim ,que elas vêem até ti ...mas, esqueceu-se de me dizer que elas voam... e, raramente voltam.

Comecei a ver que não sou nada?

Não sou dona da minha vida.

Da minha felicidade.
Não tenho nada

Por isso sorriu, é o meu melhor.

Só recordo o que me fez, e faz feliz .

9 comentários:

Leninha disse...

Continue a sorrir, todos nós adoramos ver titchia Concha sorrir.Só devemos recordar o que nos trouxe felicidade e realmente o que nos fez feliz, o resto, não vale a pena, não vai melhorar a nossa vida em nada, ao contrário piora o nosso estado de espírito. Sempre feliz, sempre a sorrir.....quero-a sempre assim....
Muitos beijinhos,

Manuel disse...

Isso de Carpe Diem,tem muito que se lhe diga.
Não a viver como se fosse o último dia,mas,querendo construir o futuro.
Concha,tu não tens nada.
Ninguém tem nada.
Apreendi contigo a valorizar as pequeninhas coisas e os pequenos gestos.
És a Mulher que eu queria ter.
Bem-hajas!

Zeca - Diabo disse...

Sorri sempre
Bjs

Concha disse...

Para a minha LenusKa, e para o Zeca-Diabo,sempre a sorrir...

---
O Manuel,é que tem me deixado intrigada,muito curiosa,parece-me conhecer tão bem,mas não deixa pistas.

Obrigado a todos!

Vieira Calado disse...

Alguém já disse que a felicidade é como uma borboleta...

tal como é dito por si, no texto

Bjs

Isabel disse...

Como diz e bem "Vieira Calado",as borboletas são o essencial,são a felicidade e ninguém comenta.
Concha, esse sorriso é deveras muito especial.
Nada a contrapor.

Bjs

Anónimo disse...

Porque será que a Concha tem sempre algo de novo para nos contar?
É porque pensa com sabedoria.
Aposto que os (as)amigas não conhecem o âmago, o interior sublime desta Mulher.
Ela ri,ela brinca,ela ajuda,ela é uma sedutora nata.
Não sei se chora,tenho andado atento a este blog,onde cada post é uma verdade,um sentimento.
Ninguém fica indiferente...

Zeca - Diabo disse...

Com o teu sorriso, distribuis alegria por todos. Até quando não a tens...
Bjs

MarTIC@ disse...

"Se a morte nos espreita, vivamos a vida!"
Sem medo. Intensamente, cada momento. Se possível, com mil sorrisos...

Carpe diem!!!

X@u

Funchal

Funchal