terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Desejo um Feliz Natal, cheio de Paz e Amor




São assim os postais de Natal.
Frases feitas, bonitas, presépio, árvore, sininhos, fitas... é o Natal ideal.
A cidade transforma-se com a proximidade do mês de Dezembro, ruas, avenidas, parques, residências ganham luz e um colorido todo especial.
Para os que ainda sonham ser possível mudar as diferenças sociais, ou para aqueles que se habituam às rotinas, agora é Natal!
Vamos cumprir a tradição.
É presentes para todos, é os exageros com a alimentação com a bebida...é montar o presépio a árvore e Natal, é comprar, comprar...
As lojas ficam cheias, é marketing!
Penso que a razão dos problemas do mundo hoje, pode ser atribuída a falta de educação e ao egoísmo.
Penso que não fazia mal passar um pouco do verdadeiro significado do Natal para as pessoas?
Será que isso acabaria com a imagem comercial?
Acredito que não!
Não faz mal comprar para oferecer aqueles que amamos.
E as crianças?!
A magia a alegria, para a grande maioria com certeza que o que vale é Pai Natal, e nunca devemos retirar-lhe os sonhos, até devemos proporcionar-lhes o encantamento, são estes momentos que ficam gravados na memória.
E, é tão bom tê-las!!!
O problema é esquecer a essência do Natal.
Já que tanto se apregoa a época de tanto amor e carinho, aproveitem para olhar à volta e reflectir!
Há quem não tenha ninguém com quem passar este e outros momentos, há quem esteja a trabalhar, há quem esteja doente, ou internado, há quem esteja com fome, há quem esteja a dormir ao relento, há quem esteja desesperado, perante as dificuldades que vivem todo o ano.
Não é só no Natal que devemos reunir a família ,ou ser solidários.
A minha critica vai para os responsáveis políticos do meu Pais, que sentados em grande estilo, cenário natalício de fundo, têm tempo de antena, e tudo na Santa Paz e em consciência, desejam hipócritamente Feliz Natal a todos as Portuguesas e Portugueses.
Não menciono a parte católica, a igreja continua ligado ao mundo político, mas não votei no clero para governar, o que não quer dizer que a hipocrisia não esteja no mesmo grau, que nas orações, e nos textos biblícos a esperança pela vida melhor para os doentes, inválidos e mais desfarorecidos ficam à guarda de Deus.
Mas, eu, ainda consigo realizar sonhos pequeninhos, grandes, depende do valor que lhes dou.
Eu, também festejo esta época, e adoro estar em festa, mas o Natal para mim, é quando estamos reunidos em família, sem o pisca-pisca das luzes do pinheiro , sem presépio sem bolas e ornamentos, sem presentes.
O Natal para mim é quando ajudo, quando cuido e quando amo.
Esta mensagem não é para aqueles que me lembro, mas para todos os que nunca esquecerei.
E, por isto acredito que qualquer dia é Natal!
Feliz Natal !

11 comentários:

Manuel disse...

Desejo-te um Feliz Natal em família.
Sei o quanto é importante para ti.
Na tua mensagem solidária com os desprotegidos, senti que continuas a sonhar que podes mudar o Mundo...e,com elegância arrasaste os políticos.
A tua dignidade,ajuda-me a ser menos egoísta.
Beijos

Fernando José Ramos disse...

A passear pelo teu blogger, li mais um pouco de ti.
Os meus votos são de um Bom Natal, e que nos traga a alegria de um mundo mais justo, mais solidário, mais pacífico e aprazível.

neli araujo disse...

Olá, Conceição!

Vim retribuir sua visitinha simpática, e desejar um Feliz Natal, linda!

Somos todos gotinhas que formam um grande oceano. Se nós fizermos a nossa parte, estaremos contribuindo para um mundo melhor!

Um beijo carinhoso,

neli

Espaço do João disse...

Querida amiga.
Agradeço e retribuo os sentimentos deste Natal e daqueles que nos inspirará no Novo Ano. Venha até cá, pois seremos mais a gozar esta lareira e, preparar um cacau quentinho acompanhado dum bocadinho de bolo de mel. Ficaríamos todos aconchegaditos á espera do Ano Novo. Quantos de nós tem o prvilégio de passar um pouco por esta luxúria? Quantos nem uma gota de água têm? Quantos tiritam de frio sem uma manta mesmo rota para se agasalharem? Quantos nem força têm para se encostarem uns aos outros, de modo a poderem se aquecer? Mas quem sou eu para lutar contra os homens que fazem a guerra e, as suas mesas recheadas de caviar? O Natal, sempre foi de nostalgia, pois jamais esquecerei certos tempos passados.Desejo a Paz no Mundo e o conforto de todos. Um abraço de amizade.João.

Vieira Calado disse...

Amiga!

Venho retribuir os seus votos de

FELIZ NATAL.

Beijimho

teacher disse...

Eu acho que não há um único Natal em que não me lembre de tudo o que disseste: luzinhas, presentes, família,comida, bebida, fartura, lojas,montras mágicas, enfim... e também, como não podia deixar de ser, os pobres,os menos afortunados que não têm nada disso, mas que,com um pouquinho de sorte, há sempre uma alma ou instituição caridosa que lhes deita a mão! Nós bem queríamos que o Natal fosse todos os dias, mas não te iludas minha amiga!Na passagem do ano já ninguém se lembra dos pobrezinhos... e no Verão então!!!!!!Como? Quem? de que falam?
Todos os Natais são assim!!!!!!Bjos Dulcinha

teacher disse...

Mas haver alguém que se lembra das classes menos favorecidas, nem que seja só nesta época natalícia, já é muito bom!!!!
Sonhar que ainda pode mudar o mundo já é muito bom!!!!!
Por isso, continua!!!!!Não te cales!!!!Não feches a "concha"!!!
Um xi grande do PORTO
Dulce

Anónimo disse...

Amiga!Estou sempre de acordo com as tuas ideias e a maneira como o expressas.
É o retrato fiel da hipocrisia do Natal
Estou estranhando o Zeca-Diabo não ter passado aqui.
Será que também passa o Natal contigo?
Mas, o que eu quero mesmo, é desejar-te um Grande e Feliz Natal!
Beijinhos

Zeca - Diabo disse...

Claro que passei o Natal com a São, o Natal é para estarmos com os que mais gostamos. Cumprimentos Natalícios para todos

Vieira Calado disse...

Olá, amiga!

Passei para deixar saudações nesta quadra festiva.

Beijinho

Espaço do João disse...

Passei para te desejar um Feliz Ano Novo. Também para te informar que lá no "Espaço do João" tens algo para te entreteres quando estiveres aborrecida. Um beijo amigo. João

Funchal

Funchal