domingo, 3 de janeiro de 2010

Comiseração...daí reflectir









Almas humanas que dilaceram o bem estar da sociedade.

Sentimentos que vão gradualmente corroendo tudo o que há de bom!

Banalização da vida.

Consequência falta de respeito, amor, paixão, enfim..., de todos estes conceitos fica a mesquinhez.

E assim, o tempo passa e a vida fica despedaçada ...é atirar os dias os meses os anos para um fundo sem chão.

E o pior é que o ódio é cultivado entre a própria espécie humana.


Talvez, quem sabe ! se já não chegou a hora de melhorar e qualificar a tecelagem humana.
Ou simplesmente acabar com uma definição coerente e aplicável.

Assim metaforseando,
reflectindo,
sem comiseração....

9 comentários:

Fernando José Ramos disse...

Daí reflectir...sem comiseração,é o que falta na sociedade actual.
Onde está os valores?
Onde está a educação,a atitude e até a delicadeza...
Já nada disso existe,tudo cresce à pressa sem ritmo,sem amor e a consequência é o egoísmo e também a mesquinhez.
É este retrato social que vivemos e continuamos a construir.
Sou péssimista.
Amiga Concha,estamos à beira do abismo.
Um abraço

Rosa Oliveira disse...

Já me puseste a reflectir!
A tua inteligência não me surpreende, o teu carácter é que vai metaforseando para as perfeições... e isso não existe.
De cá, de Toronto, de muito longe envio-te um grande beijinho com grande admiração.

Espaço do João disse...

Sempre tive esta comigo:- O maior predador do ser humano, é o próprio homem.Chegará o dia em que ele reflita?

Agora falando sobre as Nerises brancas; São belas como o coração duma criança. Como gostaria de ser sempre criança?

Professorinha disse...

Há pessoas que deveriam sentir na pele o mal que fazem aos outros para ver se aprendem a não cultivar a crueldade... Só isso...

Manuel disse...

A genética humana define-te sempre com alguém antepassado.
Por muito que queiramos alterar comportamentos, e fazer as pessoas felizes,há sempre aqueles que não querem ser...
Já mal te vejo sorrir,já não oiço as tuas gargalhadas.Quero a minha amiga São de volta!
Não te envolvas com negativismos,afinal quem é a vencedora és tu.
Um grande beijo

São disse...

Segundo os maias, por exemplo, 2012 modificará atecelagem humana.


Um excelente 2010 para si.

Dalva M. Ferreira disse...

O ser humano não tem jeito. Só podemos investir na infância, porque o adulto... já é um lobo.

Espaço do João disse...

Amiga Concha.
Deixa que te trate desta maneira. Dizes que estás a ler o livro do Júlio Magalhães. Realmente ele bem retrata o teatro de guerra. Eu não fui interveniente de armas na mão mas, depois de acabar o serviço militar, andei em teatro de guerra e, até cheguei a refugiar-me no Congo Ex- Belga. Meus olhos viram cenas que ainda hoje me levantam os cabelos. Como Madeirense errante que sou, conheci Angola, Moçambique, S.Tomé e Principe, algumas ilhas de Cabo verde, A costa de África, alguns países da Europa e da América Sul e Norte. Muitas das vezes perguntam-me se tenho mais anos de viagens do que de idade.Andei na construção e reparação naval, em Montagens de Centrais eléctricas e redes de alta tensão. Conheci CAOHRA Bassa até á Rodésia e, por felicidade até estive na Grande Barragem da Foz do Iguaçú no Brasil. A célebre barragem que confronta com 3 países. Tenho muitos portos e aeroportos visitados. Considero-me um cidadão do Mundo o que não é nada mau. Agora, resta-me as minhas flores e, um pouco de tempo para trocar algumas palavras com amigos/as da blogosfera. Assim fico esperando que o tempo passe até chegar á minha vez. Um beijo de amizade. João

Espaço do João disse...

Querida Amiga.
Grato pelas palavras de consolo sobre as Esterlícias. Acontece-me todos os anos mas, como estão bem aclimatadas e são fortes como eu... resistem sempre. Daqui por mais um mês ou dois, faço-lhes uma limpeza e, tudo vai ao normal. Elas são minhas amigas e sabem que eu as trato com todo o carinho possível. Um abraço João.

Funchal

Funchal